quarta-feira, outubro 29, 2014

ESTUDOS DA FUNDAÇÃO FRANCISCO MANUEL DOS SANTOS



A Fundação Francisco Manuel dos Santos tem vindo a estudar, divulgar e debater a realidade portuguesa, em variadas perspetivas. A mais conhecida é, provavelmente, a Pordata, a base de dados que é uma referência para quem quer conhecer melhor as estatísticas de Portugal e da Europa e que constitui uma excecional ferramenta de informação.
Mas a Fundação Francisco Manuel dos Santos tem, também, vindo a promover uma série de projetos e estudos divulgados em publicações de preços muito acessíveis. Algumas estão, de igual modo, disponíveis gratuitamente para descarregar no site da Fundação. Destaque especial para estas edições sobre estudos de temas educativos de grande atualidade.
Aceda aqui:


segunda-feira, outubro 27, 2014

DIA DAS BIBLIOTECAS ESCOLARES




Assinala-se hoje o Dia das Bibliotecas Escolares. A International Association of School Librarianship (IASL) que instituiu o Mês das Bibliotecas Escolares, determinou que, no presente ano de 2014, o lema adotado seja: A tua biblioteca escolar: um mapa de ideias(tradução da RBE).
Este mês é assinalado desde 2008, podendo cada país convencionar um dia de outubro para comemorar o Dia das Bibliotecas Escolares. Em Portugal, a RBE decidiu escolher a última 2ª feira de outubro, que ocorre precisamente hoje.
É uma comemoração importante para recordar a importância e a centralidade das Bibliotecas na vida das escolas e das comunidades educativas, como acontece com as 8 bibliotecas do nosso Agrupamento. 
No nosso caso é com particular prazer que comemoramos, este ano, o Dia das Bibliotecas Escolares, no momento em que soubemos que o nosso Agrupamento foi selecionado, pelo Plano Nacional de Leitura e pela Rede de Bibliotecas Escolares para integrar a Rede Nacional de escolas aLeR+, uma escolha que reconhece todo o trabalho que visa desenvolver uma cultura em que a leitura e o prazer de ler são elementos centrais e transversais às atividades curriculares e extracurriculares. 

O projeto Amares + a Leitura, que candidatamos em setembro, afirma a leitura como vetor essencial do nosso quotidiano educativo. Para tal, definimos um conjunto de linhas de intervenção que passam pela dinamização das práticas de leitura, pelo reforço do papel transversal da leitura no currículo, de desenvolvimento das literacias, pelo protagonismo dos alunos nas actividades de leitura, por um aprofundamento da ligação à comunidade, pelo envolvimento das famílias.
Este reconhecimento constitui, de igual modo, uma responsabilidade, uma vez que este é um projeto de empenhamento e compromisso de toda a comunidade educativa com o livro e a leitura.

quarta-feira, outubro 01, 2014